Domingo, 3 de Agosto de 2008

NÃO ACREDITE NISTO

 Soube-se há poucos dias que estão a ser contactados os proprietários de todos terrenos situados na orla da Estrada Nacional Nº118 numa extensa área de charneca que se estende desde o alto da Degracia até ao entroncamento da Atalaia, no sentido de os sensibilizar para a cedência de vastas áreas destinadas à implantação de um mega projecto industrial.

 

Parece que, um verdadeiro reboliço se aproxima a passos largos do nosso Concelho. Um projecto industrial de dimensões nunca antes vistas irá provavelmente mudar a face do Concelho e arrasar de vez o marasmo da região.
Grandes fábricas de transformação de produtos agrícolas, pequenas e médias indústrias dos mais diversos ramos de actividade estarão já previstas para o local.
 
Centenas de postos de trabalho irão ali nascer nos próximos anos, e prevê-se que a maioria deles serão destinados preferencialmente a casais em idade fértil que prometam fixar-se como habitantes permanentes no Concelho.
As autoridades locais, acometidas de um entusiasmo quase eufórico, falam já na necessidade de se iniciarem obras de restauro e ampliação das escolas primárias da Atalaia e da Degracia para já, prevendo-se que outras serão igualmente recuperadas a par da implantação do projecto industrial, já que se prevê que estas medidas venham a contribuir para um rápido rejuvenescimento da população de todo o Concelho.
 
A euforia parece ter já chegado a todos os cantos do mundo, e uma febre colectiva do regresso às origens estará a disseminar-se descontroladamente, pelo que as autoridades locais estarão a apelar à calma e ao bom senso das pessoas, para que o regresso se processe faseadamente afim de evitar filas de automóveis e de camionetas de firmas especializadas em mudanças de casa.
 
Mas parece que o que mais estará a preocupar os responsáveis, será o mais que provável desencadear de uma onda inflacionária e o aproveitamento especulativo dos negócios imobiliários no Concelho.
 
Bem, falta apenas dizer que, estas notícias não são verdadeiras, e que não passam de uma pequena rábula pensada por alguém que bem gostaria que tudo isto fosse a sério. Quem sabe um dia.
 
Como diria Miguel Torga; (Ter um destino é não caber no berço onde o corpo nasceu, é transpor as fronteiras uma a uma e morrer sem nenhuma).
 
João Margarido Chamiço
sinto-me: A sonhar

publicado por João Chamiço às 22:24
link do post | comentar | favorito
8 comentários:
De João Chamiço a 11 de Agosto de 2008 às 13:33
Voltando ao homem do deserto: o sr. remata o seu comentário com: (Ter um periodo de abertura aos privados criaria a instabilidade familiar que muitos não querem, já não somos jovens para essas aventuras)...

Já o disse no comentário anterior e reafirmo-o: Não percebi peva nem vejo o que é que era para abrir ou deixar de abrir aos privados.
Estaria a falar da TAP, da EDP, da GALP, da PT, dos Hospitais, das operações por via do cheque cirurgia, ou de grande parte dos serviços ligados às Autarquias e da própria água?
Bem, de tudo isto, só a TAP é que ainda não está entregue aos privados porque ainda não está a dar lucro.
Não se depreendam daqui que eu tenha alguma aversão à iniciativa privada, bem pelo contrário, o que não me inibe a coerência de acreditar que há sectores de actividade que nunca deveriam estar senão em mãos públicas.
Mas, o que eu gostava mesmo, era que as pessoas fizessem o favor de vir aqui comentar os artigos, concordando ou não, e que, de preferência deixassem ideias que trouxessem alguma luz à discussão.

Saudações a todos e boas férias para quem a elas "tiver direito".
Entenda-se: (quem para elas tiver dinheiro)


De Paulo José Matos a 11 de Agosto de 2008 às 19:30
Sendo também um pouco irónico - Alcochete não se vai fazer sem partir ovos (diga-se que o primeiro que foi a OTA, e o segundo que será dar novo espaço para os militares praticarem... ali para os lados de Castelo Branco... os seus exercícios).

Caro João, Concordo plenamente consigo, mas por as pessoas a pensar e a COMENTAR já e´ motivo de alegria! Só falta que sejam comentários construtivos, independentemente se tem presentes algumas referencias politicas ou não!

Por falar em por as pessoas a pensar surgiu um novo bloq, que apesar de eu não o querer divulgar porque pode não ser o mais correcto, trás mais alguma informação que deve ser pensada sob as devidas precauções:

http://socorrogaviao.blogs.iol.pt/

Cumps


Comentar post

.mais sobre mim

.Junho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Encontro 4Ls passou por B...

. Belver, apesar de tudo fa...

. ...

. TOADA DE PORTALEGRE (DE J...

. O refúgio perdido... Font...

. Novo site de Ponte de Sor

. ...

. Os (DES)povoados do outro...

. Novo flyer +500 Visitas

. O Comentário deixado ao p...

.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.participar

. participe neste blog

SAPO Blogs

.subscrever feeds